Atualidade

Diagnóstico de doentes com cefaleias em salva demoram cerca de cinco anos

23 Mar. 2020

No âmbito do Dia Internacional das Cefaleias em Salva que se assinalou no passado sábado, dia 21 de março, a Associação Portuguesa de Doentes com Enxaqueca e Cefaleias (MiGRA Portugal) alerta para o impacto desta patologia. As cefaleias em salva são um tipo de cefaleia primária rara e extremamente dolorosa de dor de cabeça que atingem cerca de 4% da população adulta mundial. Também conhecida como a “dor de cabeça suicida” é caracterizada por uma dor extremamente forte descrita pelas pessoas como as dores mais fortes que já sentiram em qualquer ocasião das suas vidas. Apesar da dor que as cefaleias causam, o seu diagnóstico é arrastado durante vários anos e demora, em média, cinco anos.

Por favor faça ou registe-se para aceder a este conteúdo

Newsletter

Opinião

Crises epilépticas e epilepsias em diferentes ambientes hospitalares
Dr. Nuno Canas, neurologista e neurofisiologista clínico do Hospital Beatriz Ângelo

Apoios

Akcea